Mesmo com esses índices a madereiras predatórias continuam vencendo a guerra contra o governo, apesar de algumas baixas, como a ocorrida no último dia 16, quando a Polícia Federal e o Ibama através da a Operação Mapinguari, prenderam 19 pessoas envolvidas na extração de madeira no Parque Indígena do Xingu, em Mato Grosso.

      Há mais de 3 000 empresas cortando árvores na Amazônia. Para cada unidade retirada, os madeireiros danificam pelo menos outras quinze árvores. De acordo com o INPE, até 2050 a cobertura florestal na Amazônia brasileira deve perder 2,1 milhões de quilômetros área maior que a do México.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: